Aniversário 2° ano Suzanna : Corujinhas

Dia 26/11 Alice foi convidada para a festa de aniversário da Suzanna, que é filha da querida Adriana Carpoli, uma amiga de longa data. Nos conhecemos quando ainda éramos adolescentes =)
A festa aconteceu em um Buffet muito fofo, um  espaço pequeno mais muito aconchegante.
O tema escolhido foi corujinhas, em tons de rosa e verde, muito chic e romântico !
Foi a mamãe Adriana juntamente com sua irmã Mônica Ashelly que fez tudo da festa, dá pra ver amor em cada detalhe. E vale lembrar que as mesma fizeram os mimos da festa da minha rainha que você confere neste post AQUI.
Tentei pegar os detalhes para mostrar aqui pra vocês.


Os centros das mesas dos convidados tinha essa corujinha feita de feltro, com essa cestinha de madeira cheia de Bis.

O bolo estava lindo demais, e também foram as próprias mamãe e titia que fizeram.
E eu amei essas flores que lembram muito a floração das cerejeiras no Japão, onde as flores são rosas com branco, e pude observar que tinham elas em toda a parte visual da festa. Muito bom gosto !


Vamos ao detalhes que tinham na mesa principal .







Tudo personalizado. Tudo perfeito.



A Aniversariante estava tão linda, uma princesa. Com um vestido rosa com branco, aplicações e renda.


Alice ficou toda animada, brincou na piscina de bolinha e quando soltavam as músicas ela dançava sem parar. Alice adora música. Brincou com outras crianças. E eu adorei porque a maioria das crianças, era do tipo 1,2 e 3 anos. Muito legal !
Alice foi com um look bem confortável pra poder brincar bastante. Tiara : Amorart, Regata : Lilica Ripilica, Saruel : C&A, Mini melissa : polibolha.


Eu também posei para uma fotinha básica =)


Eu e a rainha =)


E a última foto deste post. Todas as coisas que a Alice ganhou. Amo festinhas de crianças, todos os mimos e guloseimas vai ficando pra eu comer kkkk


Toda a parte visual e de mimos da festa foi feito pela empresa Bless Ateliê, você ver outros temas AQUI
Beijinhos, até o próximo post!

Vai passar


Estes últimos dias eu tenho recebido muitos e-mails, mensagens pelo Facebook e whats App, são garotas como eu, como você, dividindo um pouco da sua história.
E sem ficar surpresa, percebo que muitas de nós passamos pelas mesmas coisas o que muda são os nomes dos personagens, sua cor, tamanho ... essas coisas. Mas a situação sempre vai se repetir.
E o que você ganha com isso ?
Experiência de vida para ajudar a outras pessoas. E assim eu tenho feito.
Sem querer bancar a heroína, mas eu gosto de conversar, de expor o meu posto de vista sobre determinados assuntos. E se eu tiver passado por eles, melhor ainda.
O tempo traz consigo a  maturidade, e os problemas traz a experiência.
A verdade é que estamos sempre aprendendo, estamos sempre mudando, invertendo prioridades, amando, desamando, terminando e iniciando novos ciclos.
Aceite uma dificuldade como um desafio a ser superado. E se tiver muito ruim de superar, acredite isso passa e você supera. Sabe porque ?
Você nunca vai ser a primeira e nem a última a passar por isso.
Mas vai passar, a questão será a forma de superar.

Meu facebook  >>>> AQUI

1 ano e 3 meses !


Minha rainha está crescendo e crescendo.
Forte, saudável e esperta.
Já tem 5 dentinhos, quando vamos no parquinho em vez de descer o escorregador de forma convencional, escala subindo.
O vocabulário tá aumentando :
Macaco
Diordi ( George )
Te amo
Alice é muito esperta, e eu fico toda orgulhosa !
Beijinhos !

Lançamento do livro Pcicose do amor


Este post já era para ter saído a mais dias, mas com a loucura que se tornou minha vida esses dias... foi complicado !
Mas finalmente saiu. Dia 09/11 foi o dia do lançamento desse livro na livraria Saraiva.
A escritora é uma grande amiga, fotógrafa ( a que fez as fotos do book da rainha ), e eu tinha que fazer parte disso. Lançar um livro na Saraiva é um sonho pra qual quer pessoa que escreva.
Fiquei muito feliz, no dia anterior eu fui na livraria, no shopping Iguatemi e comprei o meu livro.
Mais um pra minha coleção linda.


No sábado do dia do lançamento, arrumei a rainha, chamei uns amigos e fomos todos.
Esse é um livro que conta um romance, e o melhor um romance que aconteceu de verdade.
Fiquei encantada com a ilustração da capa, muito linda mesmo!
Marina Duarte me recebeu com tanto carinho, escreveu uma dedicatória no meu livro, registramos o momento. Foi uma noite maravilhosa.




Esse livro já está na minha lista de leitura. Assim que eu terminar eu faço resenha aqui no blog pra vocês !
Beijinhos.

Sobre a sensação de ter sido traída


A vontade que dar é de explodir de tanta raiva. E assim eu fiz.
Foram tantas perguntas sem respostas.
Horas extras, que mais pareciam festa no apê.
Trabalho no final de semana em cidade vizinha, que por coincidência o celular não pegava.
Comentários em fotos nas redes sociais, que muitas vezes geravam tantas brigas.
Mas a louca era eu. Estava vendo coisa demais. E desde quando mulher erra com o seu "sexto sentido" ?
Eu nunca erro.
Na verdade quando a crise começou, foi isso que eu pensei : era só uma crise.
Quando resolvemos nos separar ( AQUI ) eu estava consciente que realmente nosso tempo tinha acabado.
Eu cheguei a achar que não tinha desempenhado o papel de esposa como deveria, e ele não tinha maturidade para algo como um casamento. Ok.
O que eu não sabia era que já existia "outra" na jogada. Isso mesmo. Justamente a "outra" que comentava as fotos dele, a "outra" que trabalha com ele, a "outra " que ligava em horários indevidos... a "outra" que também se chama pelo meu mesmo nome.
Enquanto eu tentava salvar alguma coisa, era com a  "outra" que ele preferia estar ao invés da família.
Quantas vezes eu saía sozinha com minha filha, por não ter a sua companhia.
Realmente é impossível estar em dois lugares ao mesmo tempo né ?
Hoje as coisas se encaixam, vou ligando os pontos e vendo o quanto fui idiota.
O que eu quero dizer é que a dor da traição é a mesma , se eu tivesse descobrido antes ou a 10 anos depois.
A dor de ter sido enganada, enquanto eu me dedicava a família, a casa, ao trabalho.
A dor de ter sido desprezada várias vezes, e não entender por que.
A dor de ter carregado uma relação nas costas sozinha.
A dor de ter acreditado que estava fazendo o meu melhor.
Bom, eu sou o tipo de pessoa que perdoo muita coisa, mas traição. Não tem perdão.
Não tem conversa. 
Tem um corretivo, pra esquecer que um dia eu fui tão boa para alguém que não me merecia.
Não é ciúmes. É raiva por ter sido enganada, quando algo era tão óbvio.
Estou sentindo aliviada, por ter feito as coisas da maneira correta. Estou em paz. 
O ditado mais certo que existe : Não existe nada encoberto, que um dia não venha ser revelado. 
Não fiquei surpresa porque eu já desconfiava, feliz porque eu não errei na minha desconfiança, isso só prova que meu sexto sentindo funciona muito bem.
E quanto a "outra", te desejo sorte. Não tenho raiva de você, afinal você não me devia consideração e respeito.
Tenho pena. É a lei da semeadura : a gente planta pra colher. Vou esperar pra ver.

E eu, vou ali ser feliz. Porque eu mereço.

Meu facebook AQUI Sigam-me !

Dando Adeus ao berço !


Quem me acompanha a mais tempo já sabe  que a Alice nunca dormiu no berço dela.
Pois é. Cama compartilhada desde que ela se entende por gente ( ainda faço um post sobre esse assunto ).
O berço na verdade era mais um "acessório" dentro do quarto dela.
E nesses dias um dos meu irmão esse mudou lá pra casa, agora o meu quarto também é dela e o quarto que era dela ficou para o meu irmão.
Levei a cômoda, os brinquedos e todas as coisas dela para o meu quarto.
Ficou apertado, mas com jeitinho, tudo tá no seu lugar =)
Chegou a hora de desmontar o berço. Não vou mentir pra vocês, deu uma dorzinha no coração.
Mesmo que ela nunca tenha dormido nele, eu lembrei de quando estava montado o cantinho dela, lavando o enxoval, daí percebi que ela está crescendo. Puxa, deu até vontade de chorar agora #coisademãe
Bom, o desmontei e o vendi para uma amiga, que está grávida. Ela está esperando a  Sarah também primeira filha. Eu queria vender para alguém que iria cuidar direitinho, e ela é a pessoa.
Eu não pretendo ter outro filho, então o berço ficar montado dentro de casa que é bem pequena, não iria rolar. E com certeza ele vai abrigar uma princesa linda que está chegando =)

Beijinhos !



Look do dia : Um novo amor !

" Daí você resolve deixar pra trás, um closet com roupas que não te cabiam mais."

A postagem seria igual ao de tantas outras blogueiras:  look do dia.
Se não fosse o fato de , em vez de vestir uma roupa bacana, combinada com os  acessórios certos, bem no meu estilo, eu não tivesse resolvido vestir um novo amor !
Sim, um novo amor, do seu número, do seu estilo, com sua cor preferida, e que você fica linda com ele.


Na verdade esse amor não apareceu. Ele reapareceu. O mundo dando voltas, e te fazendo ver que todas as coisas são possíveis. Ele voltou em um momento que a minha vida estava bem bagunçada. Ele voltou e do que eu posso me lembrar do nosso passado juntos, melhor que antes. Um príncipe.
Sabendo onde estava pisando, ele resolveu me envolver, me entender e respeitar o meu tempo.
Me apaixonei, me permiti, me envolvi.
E não importa o que as outras pessoas falem, eu não tenho tempo para perder, porque ser feliz é minha prioridade.
A verdade é que mais um ciclo se inicia, estou muito feliz por isso.
Daí você encontra um príncipe, porque eles existem. Existem sim ! Mas são bem diferentes daqueles dos contos, na verdade esses são uns chatos. 
Eu falo daquele príncipe que te trata como uma princesa, daquele que te acha a "tal" mesmo quando você está sem maquiagem e com o cabelo bagunçado.
Falo daquele príncipe que te oferece o moleton quando você está com frio.
Falo do príncipe que desamarra os seus sapatos, quando você está muito cansada.
Falo do príncipe que te acha linda, na sua pior foto.
Falo do príncipe que te envia Sms.
Falo do príncipe que pegou o seu passado enterrou, porque o importante é o agora.
Eles existem, são bonitos, gostam de ler e de jogar vídeo game.
Um príncipe de verdade não é perfeito, mas se torna pra você a partir do momento que você se apaixona por ele.
Ele presta atenção nos detalhes, te escuta e com você dar as melhores gargalhadas.
Juntos vocês formam o casal de retardados mais lindos. Sorte de quem encontra um príncipe assim. 
Acho que tirei a sorte grande.



" E eu sempre vivi assim mantendo uma distância confortável.
Até agora. Mas querido, você é a única exceção." ( Paramore The Only Exception )

Sobre Amamentação

Eu fico muito feliz em poder fazer esse post de hoje.
Eu já tinha falado sobre esse assunto em um dos meus vídeos no canal que você confere AQUI, mas de uma forma bem resumida. Então neste post eu vou contar a minha experiência com a  amamentação. Quero deixar claro que é a minha opinião, algo pessoal mas que, com certeza igual para algumas mamães que já passaram por essa fase tão maravilhosa.

 ( Eu amamentando Alice com 7 dias de nascida )

Já com 5 meses de gestação eu percebia que saia o colostro, logo então eu já tinha em mente que teria bastante leite. E foi exatamente assim.
Quando a Alice nasceu, fomos para a enfermaria e pela primeira vez que a coloquei no peito, ela já pegou de primeira.
Existem mamães ( no meu caso ) que já tem o bico do peito formado, e outras que não. Nesse caso durante a gravidez é recomendado ficar fazendo massagem de modo que esse bico venha a se formar, evitando assim possível sofrimento do bebê não conseguir mamar .
Outra dica bacana que me deram e eu fiz foi massagear o bico do peito com uma tolha, tomar sol pelo menos 15 minutos por dia. Acredite, no inicio é complicado a gente sofre um pouquinho, mais sem tomar essas medidas pode ser bem pior.
Já ouvi casos de mamães que durante o processo de adaptação a amamentação, teve pequenos sangramentos no bico do peito quando o beber mamava.
No meu caso, as duas primeiras semanas foram terríveis. Eu cheguei a pensar em desistir, porque doía muito, o bico do meu peito já estava bem sensível, a cada 3 horas era um sofrimento e acreditem : eu chorava mesmo. Minha mãe me dava força e disse que daqui a pouco eu ia me acostumar.
Alguns amigos que estiveram comigo nessas duas primeiras semanas, viram como era dolorido.
Meus seios ficaram enormes ( vocês sabem que eu não tenho peito, mas na época meus amores... estavam babados kkk ), eu tinha tanto leite que era necessário muitas vezes, durante o dia eu esvaziar porque a Alice não dava conta.
Eu não usei pomada. A única coisa que passava em cima era o próprio leite materno, minha mãe dizia que era bom e assim eu fazia =)
Claro, que existem vários casos diferentes do meu, tem mamães que não sofrem nada, outras usam pomadas, tomam medicamentos para aumentar a produção de leite, enfim casos e casos.
Eu acredito que quanto mais o bebê mama, mais leite a gente produz.
Eu acredito que a amamentação exclusiva protege o bebê de muitas doenças.
Eu acredito que amamentar é criar vínculo, e o leite materno é amor em litros.
A minha filha foi amamentada exclusivamente do leite materno até os 4 meses, eu queria ter continuado.
Mas voltei a trabalhar e mesmo que eu quisesse era impossível, no inicio dessa nova rotina : trabalho x casa x baby , eu mais parecia um zumbi de tão cansada. Então estava fora de cogitação tirar leite e deixar reservado.
Mesmo com apenas esse tempo amamentando uma coisa é certa. Alice até quase 10 meses nunca pegou nenhuma gripe e como eu falei no vídeo, acredito que o leite materno tenha tido sua contribuição master para isso.
No inicio pode ser dolorido, mas depois de duas semanas é só alegria, muito leite e muita vida !
Amamentar é amor.
Amamentar é se dar um pouco mais em cada Ml.
Beijinhos.
Qualquer pergunta, deixa nos comentários, que eu respondo com muito carinho.

p.s post especialmente para a leitora  Priscila Sheila que está esperando a chegada da sua princesa Sarah. ( Espero ter ajudado )